fbpx

Advogado Online em Foco

unnamed

AUMENTE AS CHANCES DE FECHAR
NEGÓCIO LOGO NA PRIMEIRA CONSULTA

[MODELO GRATUITO] FICHA DE ATENDIMENTO
P/ CAUSAS PREVIDENCIÁRIAS

Verbas Salariais x Indenizatórias

O direito do trabalho prevê diversas verbas trabalhistas para uma relação de emprego clássica nos termos do art. 2º e 3º da CLT.

Como o contrato de trabalho é de trato sucessivo, mês a mês o empregado trabalha e recebe o salário e outras verbas (in natura, utilidade, indenizatórias).

Cada verba recebida terá reflexos a depender da sua natureza jurídica como é o caso das verbas de natureza salarial como horas extras, comissões, etc.

Mas você sabe diferenciar verbas de natureza salarial e indenizatória? 

É muito importante você saber disso agora que temos a obrigação de liquidar pedidos na reclamação trabalhista (art. 840 da CLT).

Verbas de natureza salarial são pagas em contraprestação do serviço. O empregado trabalha a mais durante a jornada normal, recebe as horas extras.

Trabalha exposto à ambiente insalubre, recebe adicional de insalubridade.

E assim vai…

Verba de natureza indenizatória, como o próprio nome diz, serve para compensar um prejuízo financeiro concretizado ou que irá se concretizar no futuro.

Empregado gasta para se locomover, a empresa confere o vale transporte que segundo a lei não tem natureza salarial.

A multa de 40% do FGTS tomou o lugar da estabilidade decenal e indeniza o empregado por ter o contrato rompido de repente diante do princípio da continuidade da relação de emprego.

Para facilitar seu dia a dia, eu preparei uma tabela de vebras de natureza indenizatória e salarial pra você fazer seus cálculos de liquidação de pedidos ou de sentença.

[Clique aqui para baixar a tabela]

Eu sei que fazer cálculos não é uma tarefa fácil ainda mais agora sem todas as informações precisas na hora de elaborar sua reclamação.

Difícil ainda fazer liquidação de pedidos que demandam de perícia ou de documentos que estão em posse da reclamada!

Eu sempre usei uma forma diferente de cacular para liquidar os pedidos das minhas reclamações quando distribuía pelo rito sumaríssimo.

No atendimento ao cliente eu busco informações detalhadas para ter uma média na hora de liquidar horas extras, adicionais, verbas indenizatórias, etc.

Peguei essa experiência e criei um curso focado na área trabalhista que vau falar sobre liquidação de pedidos de acordo com a reforma. Um método fácil de calcular verbas salariais e indenizatórias e os reflexos.

Se você quiser conhecer esse curso, eu preparei alguns bônus e deixei disponível pra quem se inscrever nesse link:

[Curso Carreira Trabalhista]

Espero que a minha tabela te ajude no dia a dia de liquidar suas petições.

Um abraço e até o próximo post!

Publicado por Prof. Tiago Pereira

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Pin It on Pinterest