Nunca faça isso em audiências trabalhistas!

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Eu tenho uma experiência importante para compartilhar com você sobre audiências trabalhistas.

Durante uma audiência na qual eu defendia a parte reclamante, eu fui surpreendido com uma preliminar de prescrição bienal.

Quanto à existência ou não da prescrição bienal tudo bem, o advogado da parte adversa tem a obrigação de arguir.

Ocorre que a parte reclamada estava tão convicta de sua tese de prescrição, que aproveitou a oportunidade para “ir à forra” e de forma amadora e confessou todas as alegações apresentadas na inicial, acreditando equivocadamente que o direito do reclamante estava prescrito.

Como se não bastasse o Juiz acolheu à prescrição bienal e extingui o processo.

# Quer se aperfeiçoar Ainda Mais? Obter Maiores Resultados Para Seu Escritório? Clique AQUI e Confira!

Nem o Juiz e muito menos o Advogado que representava a reclamada levaram em consideração o tempo do aviso prévio indenizado para o cálculo do início da prescrição bienal.

Não tive alternativa, recorri da r. Sentença e tive êxito em todos os pedidos da inicial, haja vista que a parte reclamada tinha feito o favor de confessar todos os fatos e direitos sem qualquer constrangimento.

Dica: Muito cuidado com a prescrição, pois o aviso prévio dado pelo empregador, tanto trabalhado quanto indenizado, o seu período de duração integra o tempo de serviço para todos os efeitos legais, inclusive reajustes salariais, férias, 13 salário e indenizações.

O que está achando do conteúdo que estou te enviando?

Comente abaixo… Sua opinião é muito importante para mim.

# Quer se aperfeiçoar Ainda Mais? Obter Maiores Resultados Para Seu Escritório? Clique AQUI e Confira!

Um abraço!

Erik Cavalcante

Fonte: JusBrasil

Publicado por Advogado Atualizado

petições250x250